segunda-feira, novembro 20, 2006

Herbie Hancock no Coliseu dos Recreios

Saudações!!!

Na passada quinta-feira tive o prazer de assistir a um concerto de uma lenda do Jazz e do Funk: o Norte-americano Herbie Hancock, que veio a Portugal para dois concertos, inseridos na sua tournée europeia de 2006. A acompanha-lo, neste concerto de Lisboa, bem como durante toda a digressão, estiveram 3 músicos magníficos: o baterista Vinnie Colaiuta, o baixista Nathan East e o guitarrista Lionel Loueke.
O concerto foi soberbo, e deixou bem à vista (e aos ouvidos) duas características de todo o percurso musical de Hancock: o seu virtuosismo, e a sua eterna procura por novas sonoridades.
Uma prova imediata desta diversidade, foram os dois instrumentos que o músico de Chicago teve lado a lado no palco, e que utilizou em quase todas as músicas. À sua esquerda, um clássico e elegante piano de cauda, e à sua direita, um teclado electrónico Korg OASYS, donde emanava uma panóplia de "samples".
Mas a postura jovial e multi-dimensional do músico da Windy City sobressaiu igualmente na variedade de faixas tocadas. Para além dos clássicos de autor, como "Actual Proof" ou "Cantaloupe", ouviram-se versões muito próprias de composições de outros músicos, casos de "I Just Called To Say I Love U", de Steavie Wonder, ou "Love Comes to Town" dos U2 e B.B. King, temas onde Nathan East mostrou os seus belíssimos dotes vocais. Para além de sonoridades de Jazz, Funk, Blues e Rock, o guitarrista Lionel Loueke acrescentou ainda mais uma dimensão ao quarteto: os sons de África, ou não fosse ele proveniente do Benim. Herbie fundiu uma das suas composições, "Watermelon Man", com uma de Lionel, "Seven Teens", e o guitarrista africano, um verdadeiro "globe-trotter", brindou ainda a audiência com um brilhante improviso a solo, a que Herbie chamou de "International Soup".
Para acabar o concerto, nada melhor que uma das obras primas de Herbie Hancock e do Funk, "Chameleon", em versão extra-longa e com o lendário músico a recorrer a um teclado portátil, para também poder dar um pezinho de dança.
Em resumo, "o camaleónico" Herbie Hancock deu mais um grande concerto, e não mostrou qualquer sinal de monocromatismo, ou de reumatismo... Oxalá continue assim por muitos anos, e que regresse a Portugal!!!

Thank You Herbie!!!

Links: Visitem o site oficial do musico: http://www.herbiehancock.com/ , e dêem uma olhada ao wikipedia (http://en.wikipedia.org/wiki/Herbie_Hancock). Na secção "Trivia" podem encontrar algumas surpresas sobre este inovador e admirável músico.

1 Comments:

Anonymous electriklife said...

Miles Davis dizia que Herbie Hancock estava um passo à frente dos melhores músicos de jazz da época... é de facto inspirador a simbiose musical conseguida através do experimentalismo e fusão de matérias jazzísticas com novas correntes electrónicas. um bem haja :) quem me dera ter ido :)

12:41  

Enviar um comentário

<< Home